Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 19 de Março de 2019

Siga!

Nosso RSS

Presidente da Câmara de Vereadores toma posse como novo prefeito em Candeias.

Prefeito interino assume o cargo após afastamento de Luis Ikenohuchi.

g1ro, 26/02/2019 13h47

Lucivaldo Fabricio (Foto: Reprodução) Ampliar imagem: Lucivaldo Fabricio (Foto: Reprodução)
Lucivaldo Fabricio - Foto: Reprodução

O presidente da Câmara de Vereadores de Candeias do Jamari (RO), região metropolitana de Porto Velho, tomou posse como novo prefeito interino do município. Lucivaldo Fabrício de Melo (DC) assume o cargo após o então prefeito da cidade, Luis Ikenohuchi (DEM), ser afastado do posto após denúncias de improbidade administrativa.

O afastamento de Ikenohuchi aconteceu após uma sessão na própria câmara que teve início na última segunda-feira (25). Foram sete votos favoráveis e um contrário ao afastamento.

A acusação de improbidade administrativa faz referência ao remanejamento de recursos públicos financeiros sem o conhecimento da câmara de vereadores que tem, como atribuição, fiscalizar e validar algumas decisões tomadas pelo prefeito.

Segundo o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), a denúncia foi encaminhada por um morador da região ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). A denúncia resultou em uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o caso.

Segundo os vereadores, mais de R$ 2 milhões foram movimentados de forma irregular durante os quase dois anos de mandato de Ikenohuchi, que era vice-prefeito de Chico Pernambuco, morto a tiros em março de 2017.

Os vereadores apontam, ainda, que houve irregularidades na folha de pagamentos da prefeitura. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) prevê que o gasto máximo com pessoal não pode ultrapassar 54% do orçamento de um município. Mas segundo a câmara dos vereadores de Candeias do Jamari, o prefeito afastado comprometeu 68% com folha de pagamento.

A defesa de Ikenohuchi informou por telefone que entrou com recurso contra a decisão ainda na madrugada desta terça-feira, contestando na Justiça a validade da sessão, por entender que houve vários vícios durante ela, entre eles o impedimento de defesa do prefeito afastado. Os advogados agora aguardam uma liminar favorável ou não ao pedido.

Tópicos: Política
Compartilhe está noticia:       
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2019 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |