Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 28 de Junho de 2017

Siga!

Nosso RSS

PORTE DE ARMA: Rondônia adere à paralisação nacional dos agentes penitenciários

ASCOM - SINGEPERON, 20/01/2013 21h58

 (Foto: ) Ampliar imagem:  (Foto: )
Foto:

Os agentes penitenciários de Rondônia também vão aderir à paralisação nacional de 24 horas que está prevista para o próximo dia 30 de janeiro em protesto ao veto presidencial ao projeto de lei que dava direito ao porte de arma fora de serviço. A decisão unânime foi tomada na tarde desta sexta-feira, 18, durante assembléia extraordinária realizada na sede do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado de Rondônia (Singeperon), que contou com a participação de agentes da capital e também do interior, como Rolim de Moura, Cacoal, Pimenta Bueno, São Francisco, Buritis, Espigão do Oeste, entre outros. Operação Legalidade foi o nome escolhido pela Federação Nacional dos Servidores Penitenciários (Fenaspen) para o movimento.

Além de Rondônia, a paralisação já conta com a adesão da categoria nos estados de  Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Acre, entre outros.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Socioeducadores, Técnicos Penitenciários e Agentes Administrativos Penitenciários de Rondônia (Singeperon), Anderson Pereira, durante o movimento serão mantidas apenas as atividades essenciais. “Esta parada de 24 horas tem como objetivo exigir respeito por parte do Poder Público à categoria, que faz parte da segurança pública e não é reconhecida pelo estado. Estamos indignados, pois a presidente Dilma vetou o projeto sem sequer ouvir a categoria. Para nós isto é uma importante questão de segurança e este movimento nacional visa à derrubada deste veto, inclusive alguns parlamentares do Partido dos Trabalhadores demonstraram apoio à nossa reivindicação”, afirmou.

O presidente do Singeperon fez questão de ressaltar ainda a revolta da categoria. “O sentimento geral é de desvalorização, sendo assim esta paralisação será um instrumento que usaremos para demonstrar esta revolta. Para isso é importante a participação maciça dos agentes penitenciários, pois a luta é para beneficiar a todos. Precisamos demonstrar que somos unidos, fortes e que estamos dispostos a lutar por nossos direitos”, disse.

Tópicos:
Compartilhe está noticia:       
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

Expoari: Guilherme e Santiago - Foto: Leandro Kazuo

Expoari: Guilherme e Santiago

Guilherme e Santiago
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |