Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 24 de Junho de 2017

Siga!

Nosso RSS

"Governo não precisa fazer nada. É só não atrapalhar"

Estadão do Norte, Rondônia em Ação, 09/04/2012 18h16

Governador Confúcio Moura (Foto: Divulgação)
Governador Confúcio Moura - Foto: Divulgação

Em contato com a redação do jornal O Estadão do Norte, o jornalista Beto Neves confirmou a denúncia feita semana passada, de que os vereadores de Jaru sofreram pressão de órgãos governamentais, para votar o projeto que autoriza o prefeito Jean Carlos a renovar contrato com a Caerd por mais 30 anos.

O jornalista esclareceu, entretanto, que houve falha de interpretação na reportagem, quando o PMDB foi citado. Beto Neves disse que a pressão sobre os vereadores foi do governo e do então presidente da Caerd, Castelo Branco. Mas que o PMDB não participou.
O partido, segundo o jornalista, tem contribuído muito para que Jaru tenha saneamento básico, com ações importantes do senador Valdir Raupp. Mas sustenta todas as denúncias contra representantes do governo.

“Talvez tenha havido um equívoco de interpretação da jornalista, ao afirmar no texto, que o PMDB participou da pressão contra os vereadores. Isso pode estar relacionado com o fato de o governador ser do PMDB, mas não foi dito por mim”. O governo do Estado é composto por vários partidos e, portanto, bem mais amplo que o PMDB.

“Já que houve uma pequena falha, façamos justiça: o PMDB não tem nada a ver com isso. A pressão foi do governo, de órgãos governamentais e do então presidente da Caerd, Castelo Branco”.

Neves disse que vai continuar debatendo o tema. Enquanto consumidor. Por telefone, ao www.rondoniaemacao.com ele contou que certa ocasião viajou e permanecendo 30 dias fora de casa. Quando voltou, encontrou uma conta de água, mais que o dobro do que geralmente costuma pagar. O valor, que era em torno 70 reais, aumentou para 180 reais, durante o mês em que ele estava fora, com tudo desligado.

“Durante a viagem eu não consumi uma gota d’água. Porque minha conta de água dobrou”? Diante do fato ele foi até a Caerd reclamar. Obteve como resposta, uma desculpa “esfarrapada”, mas teve problema fosse resolvido. Disse que na condição de profissional de imprensa, soube como tratar com a Caerd. Por outro lado, são centenas de pessoas que reclamam todos os dias e que a Caerd vira as costas. A simplicidade das pessoas e sua incapacidade de lutar pelos seus direitos faz com que elas desistam e paguem a conta a Caerd impõe”, esclarece.

"É isso que o governo de Rondônia quer para a nossa população? Se Rondônia tem o chamado ‘Governo da Cooperação’, deveria cooperar para que a cidade de Jaru tocasse o saneamento básico a seu modo”.

O município tem condições de atender as exigências da lei federal 11.445/2007. A Caerd já provou que não tem competência para tal, afirma Beto. São três os exemplos de que municipalizar dá certo: Vilhena, Cacoal e Alvorada do Oeste, que não chegam a 100% mais são referências para todo o Estado, com suas autarquias em funcionamento.

A população apoiando os vereadores, fará com que estes se sintam respaldados para votar de acordo com o que é melhor para a cidade. “Precisamos apoiar os nossos vereadores. Não podemos deixa-los com a faca no pescoço”. Órgãos do governo Estadual não podem pressioná-los a apoiar uma companhia que há 30 anos teve tudo para provar que era capaz de fazer e conseguiu provar exatamente o contrário, causando danos à população.

O jornalista vai além: “em outras cidades, assistimos uma população corajosa, que não aceitou imposições do Governo. Aliás, disse o jornalista, o objetivo do governo é um só e está muito claro: tentar salvar uma empresa moribunda que é a Caerd. Tentar salvar uma empresa que não tem a menor chance de sobrevivência”. Para o jornalista a cidade não pode ver as coisas boas acontecerem em outras cidades e ficar de braços cruzados.
“Não estamos tratando de negócios. Estamos falando de vidas. Quantas crianças lotam os hospitais com doenças causadas pelo consumo de água inadequada”? O governo do Estado não pode tratar o assunto como um negócio empresarial, quando, o que está em jogo são as vidas de nossas crianças. O governador, que se revela um homem preocupado com questões humanitárias e sociais, com projetos importantes, deixa a desejar, pois, saneamento básico nada mais é do que saúde pública feita de forma preventiva.  “Por que não sair de cena o empresário e politico, Confúcio, e entrar em cena o médico, Confúcio”, disse o denunciante.

Beto Neves disse que, para um governo supostamente formado por uma maioria de intelectuais, falta inteligência aos assessores mais próximos. “Nós sabemos o quanto a população será grata a Confúcio, se parte do problema de saneamento, for resolvido durante seu mandato”.

O governo vai colher todos os louros. Assim que Confúcio assumiu o governo, o IBGE divulgou que apenas 6% da população conta com esgotamento sanitário tratado. Para ele, com o movimento dos municípios, adotando seu próprio modelo, conforme a lei federal vigente, o governador poderá chegar ao final de seu mandato com mais de 80% da população urbana de Rondônia com água tratada, de qualidade, e pelo menos 40% com rede de esgoto sanitário tratado.

Num eventual segundo mandato, Confúcio passaria para história como o governador que saneou o Estado sob todos os aspectos, com a universalização da água tratada e cerca de 80% de esgotamento sanitário tratado. Para se chegar a esta conclusão, é verificar a quantidade de municípios que luta para adotar seu próprio modelo de gestão de saneamento previsto na lei 11.445/2007, para analisar o potencial de desenvolvimento, neste aspecto, em que Rondônia pode chegar. “E o governo não precisa fazer nada. É só não atrapalhar”.

*Matéria extraída do O Estadão, acrescido de detalhes com infomações adicionais colhidas pela reportagem do jornal eletrônico www.rondoniaemacao.com, por telefone

Compartilhe está noticia:       
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

Expoari: Guilherme e Santiago - Foto: Leandro Kazuo

Expoari: Guilherme e Santiago

Guilherme e Santiago
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |