Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 25 de Setembro de 2017

Siga!

Nosso RSS

Passeata e protestos marcam o segundo dia de greve na educação

Assessoria SINTERO, 25/02/2012 10h26

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

Rondônia - O segundo dia de greve dos trabalhadores em educação foi marcado por diversos atos de protesto no interior e por uma grande passeata no centro de Porto Velho.

Na Capital o movimento reuniu trabalhadores em educação estaduais e municipais, que iniciaram a greve no mesmo dia. Logo cedo foi realizada uma assembleia na Praça das Três Caixas D’Água, de onde os educadores saíram em passeata pelas ruas e avenidas centrais. O primeiro destino foi o Palácio do Governo, local escolhido para um ato público visando cobrar do governo o atendimento das reivindicações.

Em seguida a passeata se dirigiu à sede da Prefeitura de Porto Velho para cobrar do prefeito reajuste salarial e a valorização dos trabalhadores em educação municipais.
De acordo com a direção do Sintero, neste segundo dia de paralisação a greve ganhou mais adesões tanto na Capital quanto no interior, em relação ao primeiro dia.

Em alguns municípios do interior a greve atinge 100% das escolas. Na média estadual o movimento conta com a adesão de aproximadamente 75% dos profissionais. No município de Porto Velho a adesão é superior a 80%.

Os trabalhadores em educação estaduais reivindicam, entre outros itens, reajuste salarial de 15%, destinação de verba para pagamento da licença prêmio, ampliação do auxílio transporte para todo o Estado, auxílio alimentação da mesma forma que já recebem outras categorias de servidores públicos estaduais, retorno do auxílio saúde aos aposentados, e a aprovação do plano de carreira.

Esta já é uma contraproposta construída e aprovada pelos trabalhadores em educação em assembleia estadual.

A direção do Sintero avalia que o governo tem condições de atender a todas as reivindicações se tiver boa vontade.

Isso porque o governo pode investir mais em educação, saindo do percentual mínimo exigido por lei, que é 25% do orçamento.

Durante a manifestação os trabalhadores em educação criticaram a terceirização de serviços públicos, prática que constitui um dos principais ralos do dinheiro público e dá margem à corrupção.

A greve continua segunda-feira quando os trabalhadores em educação voltam a se reunir na Praça das Três Caixas D’Água. Os trabalhadores em educação do interior já se organizam para a possibilidade da realização de grandes caravanas de todos os municípios para a Capital, onde a categoria poderá organizar acampamentos em frente ao Palácio do Governo e na Seduc.

Na quinta-feira, dia 1º, a direção do Sintero será recebida em audiência pelo governador Confúcio, quando espera ver atendidas as reivindicações.

Já a greve dos trabalhadores em educação municipais conta com a expectativa da reunião com o prefeito Roberto Sobrinho, marcada para terça-feira, dia 28/02.

Compartilhe está noticia:       
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

Expoari: Guilherme e Santiago - Foto: Leandro Kazuo

Expoari: Guilherme e Santiago

Guilherme e Santiago
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |