Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 23 de Novembro de 2017

Siga!

Nosso RSS

Policial acusado de tentar matar prefeito de Machadinho vai a julgamento

Tentativa de assassinato aconteceu em junho do ano passado, próximo ao ginásio de esportes da cidade

Assessoria, 09/11/2011 23h26

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

O policial Francisco Fabrício da Silva Santos, acusado de tentar matar o prefeito de Machadinho do Oeste, Mário Alves da Costa, em 12 de junho de 2010, próximo ao ginásio de esportes da cidade, irá a julgamento pelo crime, que à época causou grande repercussão no município. Na sentença de pronúncia, datada de 8 de novembro, o juiz titular da comarca, Alex Balmant, entendeu que há provas suficientes para que o acusado enfrente júri popular.

O prefeito foi atingido por um dos dois tiros disparados quando dirigia seu carro na avenida José Lopes de Oliveira. O autor estaria na garupa de uma moto preta e vermelha, que emparelhou com o veículo do prefeito quando este reduziu a velocidade para passar em uma lombada. Segundo testemunhas, a descrição do criminoso corresponde ao tipo físico de Fabrício. Os dois homens na moto estavam de capacete. O prefeito escapou do ataque porque o tiro não atingiu região letal.

Nas investigações há evidências de que Fabrício planejou o crime por vingança. Era dono de um ônibus alugado para uma empresa de transporte escolar, que teve o processo de licitação cancelado. O rompimento do contrato teria causado prejuízos financeiros ao acusado.

Após o fracasso da empreitada criminosa, o denunciado teria ainda tentado arregimentar pessoas (Diony Dutra Alencar e cabo Tarso), armamento pesado e veículos para concluir a execução desejada, mediante promessa de recompensa. Entre outros comparsas procurados pelo policial estariam Joadir Luiz de Lima, foragido da justiça, Artêmio de Lima Faustino e Wesley Willian Firmiano da Silva presos durante uma operação batizada ¿ Cerco Integrado", realizada no dia 28 de janeiro de 2011.

Na pronúncia o juiz ainda menciona as qualificadoras do crime, motivo torpe e recurso que dificulta a defesa da vítima, além de manter a prisão do policial no Centro de Correição da Policia Militar, em Porto Velho. Francisco Fabrício estaria ameaçando testemunhas, além de ser acusado de outros crimes, sendo inclusive investigado por participar de um grupo de extermínio. ¿Pode-se concluir que se for concedido ao mesmo o direito de recorrer em liberdade, por certo acarretará uma descrença da sociedade na efetividade da Justiça, além de incutir uma enorme insegurança aos cidadãos de bem, sabendo estes que o denunciado estará em pouco tempo novamente nas ruas, aptos a praticar novos delitos e fortificando os quadros das facções criminosas, perturbando a paz, a tranquilidade e, ainda, o sossego da população", justificou o magistrado na sentença.

Tópicos:
Compartilhe está noticia:       
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

Expoari: Guilherme e Santiago - Foto: Leandro Kazuo

Expoari: Guilherme e Santiago

Guilherme e Santiago
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |