Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 17 de Dezembro de 2017

Siga!

Nosso RSS

Envelopamento de veículos virou febre em Rondônia

Recente novidade que vem despertando o interesse dos motoristas rondonienses

Diário da Amazônia, 04/09/2011 11h12

Carro sendo envelopado (Foto: Diário da Amazônia)
Carro sendo envelopado - Foto: Diário da Amazônia

Adesivar ou envelopar carros virou “febre” com o aumento do interesse de empresas que desejam ter um melhor controle da frota além da publicidade visual que o serviço proporciona. A procura também começa a despertar o condutor individual que já representa mais de 30% de toda a procura principalmente com a chegada do novo método, o chamado envelopamento, criado para proteger o veículo de pequenos ou grandes riscos na lataria.

O crescimento do mercado, porém, vem deixando os empresários preocupados com a falta da mão de obra qualificada, especialmente em duas importantes áreas, aplicador de adesivo e arte finalista.

De acordo com o empresário Ivo Donizete, no ramo há seis anos, o trabalho de adesivagem é o mais comum no mercado com a maior procura por parte das empresas possuidoras de médias e grandes frotas de carros. O valor do serviço depende muito do tamanho e a forma desejada pelo interessado. O custo do metro quadrado de um adesivo é de R$ 45.

A recente novidade que vem despertando o interesse dos motoristas rondonienses é o Envelopamento Fusco de carros. A procura já ultrapassa 30% dos serviços nas empresas do ramo. No momento as cores disponíveis são vermelho, amarelo, preto, grafite, azul, rosa, verde e branco. O veículo pode ter envelopamento em 100% da estrutura ou só em parte. O metro quadrado sai por R$ 55. Na totalidade o serviço pode custar ao interessado de R$ 800 até R$ 1,3 mil. O trabalho de envelopamento, dependendo do veículo, pode durar até um dia e meio.

Autorização

Mas as empresas alertam para uma situação. Nos casos dos proprietários de veículos pretenderem envelopar o seu carro com uma cor diferente da original, o mesmo deve antes procurar a Circunscrição de Trânsito (Ciretran) de sua respectiva cidade.

Nesta sexta-feira o chefe da Ciretran/Ji-Paraná, Adilson dos Santos, alertou que o envelopamento do veículo fora dos padrões que consta na documentação do mesmo pode acarretar apreensão e multa. Para evitar aborrecimento, o proprietário deve ir até o órgão e solicitar a mudança da cor original via requerimento e pagar uma taxa no valor de R$ 220.

Pouca mão de obra

Mas apesar da grande procura por adesivagem e envelopamento de veículos, as empresas jiparanaenses estão enfrentando um grande problema que as fazem deixar de pegar muitos pedidos: a falta de mão de obra no mercado. Dois empresários do ramo, Ivo Donizete e Jackson Marcelo, afirmam que no Estado ainda não existe cursos de qualificação para esta área, especialmente para Aplicador de Adesivo e Arte Finalista em envelopamento.

Jakson Marcelo declarou que fecha em média 90 pedidos mensalmente, entre adesivagem e envelopamento. “Poderia aumentar em mais de 100% esse número caso conseguisse encontrar trabalhadores” relata. O sócio e proprietário de outra empresa, Diogo Donizete, disse que a qualificação de um trabalhador nas funções de aplicador de adesivo e envelopamento pode levar até um ano de duração. 

Tópicos:
Compartilhe está noticia:       
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

4º Prêmio da ARJORE - Foto: Almi Coelho

4º Prêmio da ARJORE

Prêmio da Arjore - Associação Rondoniense dos Jornais Eletrônicos
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |