Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 21 de Setembro de 2017

Siga!

Nosso RSS

Delegacia de Homicídios soluciona crime na zona rural

Corpo da vítima foi localizado próximo à estrada de acesso à propriedade enterrado em uma cova rasa

Assessoria, 08/08/2011 16h02

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

A Delegacia de Homicídios de Porto Velho concluiu uma investigação iniciada há um mês sobre o desaparecimento do trabalhador rural Lourival Leite Furtado Sobrinho (45), conhecido por “Mato Grosso”. A partir da denúncia foram iniciadas as investigações que chegaram a alguns nomes de suspeitos que estariam de alguma forma envolvidos com o desaparecimento de Lourival.

Durante os dois últimos dias as investigações foram concentradas em uma propriedade rural, distante 70 quilômetros da Capital, conhecida por Jorge Alagoa, onde os policiais já trabalhavam com a informação de que Lourival havia sido supostamente assassinado a tiros por dois colegas de trabalho.

O corpo da vítima foi localizado próximo à estrada de acesso à propriedade enterrado em uma cova rasa. Além dos dois homicidas confessos, mais três amigos destes também participaram do crime na ocultação do cadáver. Os cinco desenterraram o corpo sob instruções dos peritos do IML. A recuperação do corpo foi acompanhada também por peritos criminais, por policiais da Homicídios e pelo Diretor da Divisão de Homicídios.

Motivação e Crime

Segundo a versão apresentada pelo principal suspeito envolvido na morte do sitiante, V.A.P., 34, conhecido por Deír, Lourival teria “bolinado” com a filha dele e ainda tentado estuprar a filha e esposa de Deír, por isto o  matou.

Deír e o outro suspeito de atirar na vítima, Fred, convidaram a vítima para caçar em uma espera distante três quilômetros do local do crime. Lourival aceitou, mas recebeu uma espingarda calibre 16 sem munição, enquanto os dois estavam com suas espingardas calibres 20 e 28 municiadas.

Conforme narrou Deír, ele não pretendia matar Lourival, mas tocou no assunto sobre o assédio sexual contra a filha e a esposa. Lourival teria negado, mas a discussão ficou acirrada e Deír atirou duas vezes contra a vítima. Fred teria dado um ''tiro de misericórdia'' justificando o ato por ser pai de duas filhas e tomou as dores do amigo.

Após o crime, os outros três suspeitos utilizando o carro de Deír ajudaram na ocultação do cadáver, enterrando-o em uma cova rasa.

Outra linha de investigação

Os policiais descobriram que o local do crime aconteceu longe do local da espera de caça, o que põe por terra a versão dos matadores de que não pretendiam matar e sim caçar.

Assim, outra hipótese levantada sobre a motivação do crime se contrapõe sobre as supostas tentativas de estupros que não seriam verdade, e sim a pretensão de se apossarem de uma moto-serra e outras ferramentas de Lourival, o que caracterizaria latrocínio e não homicídio.

Tópicos:
Compartilhe está noticia:       
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

Expoari: Guilherme e Santiago - Foto: Leandro Kazuo

Expoari: Guilherme e Santiago

Guilherme e Santiago
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |