Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 24 de Novembro de 2017

Siga!

Nosso RSS

Val esclarece posicionamento sobre o novo Código Florestal

"Não sou contrário a mudanças, mas algumas questões são de ordem técnica, a exemplo das APPs", Val

Assessoria, 08/06/2011 10h57

Val (PT) em seu discurso na Tribuna na sessão desta segunda-feira (Foto: Divulgação)
Val (PT) em seu discurso na Tribuna na sessão desta segunda-feira - Foto: Divulgação

“Não sou contrário a mudanças, mas algumas questões são de ordem técnica, a exemplo das Áreas de Preservação Permanente (APP’s)”. A declaração foi dada pelo vereador Valmir Francisco dos Santos (Val do PT), presidente da Câmara Municipal de Ariquemes, em seu discurso na Tribuna na sessão desta segunda-feira (06) para defender sua posição em relação ao novo Código Florestal Brasileiro.

Ao usar a palavra, Val ressaltou que as APP’s irão assegurar a real preservação do meio ambiente que no entendimento dele, não pode ser desrespeitado, “porque se for, vamos pagar muito caro por gigantescos projetos que são votados sem uma reflexão mais distante. Não há necessidade de tamanha ganância”, rechaçou destacando a importância do desenvolvimento com responsabilidade ambiental, retirando o poder do Governo Federal de legislar sobre as APP’s.

Em seu discurso, Val lembrou também daqueles que fizeram história defendendo o meio ambiente e sofreram represálias. “Somente na semana passada quatro trabalhadores morreram: três no Pará e um em Rondônia”, mencionou referindo-se ao casal de extrativistas José Cláudio Ribeiro da Silva e sua mulher Maria do Espírito Santo, assassinados em Nova Ipixuna, no Pará; ao agricultor Eremilton Pereira dos Santos, testemunha dos crimes, também executado na mesma localidade; e ao líder sindical Adelino Ramos, o Dinho, morto com cinco tiros em Rondônia. “Todos lutavam contra o latifúndio e em defesa da mata e foram mortos covardemente”, disse.

O presidente da Câmara lembrou ainda dos grandes produtores que só reflorestaram por força do Ministério Publico. “Temos muitos políticos sendo autuados respondendo por crimes ambientais. Água poluída não vai nos servir, os rios assoreados também não. É importante nos atentarmos a isso e não estritamente aos critérios políticos”, completou criticando a matéria divulgada por um deputado estadual que disse estar surpreendido com seu posicionamento. “Agora vem este deputado falando de um jeito simplista e ilusório dizendo que temos que valorizar a produção, que o povo não vai se alimentar de casca de madeira. Um discurso medíocre para um deputado. Não sou contra o Código, nem aos grandes produtores, mas a incapacidade de pensar. E a Legislação Brasileira me garante o direito de liberdade de expressão”, resumiu.

Tópicos:
Compartilhe está noticia:     
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

Expoari: Guilherme e Santiago - Foto: Leandro Kazuo

Expoari: Guilherme e Santiago

Guilherme e Santiago
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |