Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 18 de Dezembro de 2017

Siga!

Nosso RSS

"Conhecimento científico é essencial para que o estado cresça"

Presidente da Câmara de Vereadores Val do PT destacou o conhecimento científico

Assessoria, 29/04/2011 14h32

João Leite (PP), Mangebeira Unger e Val (PT) (Foto: Luiz Martins)
João Leite (PP), Mangebeira Unger e Val (PT) - Foto: Luiz Martins

Ao participar do encontro com o ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) e atual presidente do Conselho Nacional e Estratégico do Desenvolvimento Econômico Sustentável (Conedes), Roberto Mangabeira Unger, também nomeado Coordenador do Plano Rondônia de Desenvolvimento pelo governador Confúcio Moura (PMDB), o presidente da Câmara Municipal de Ariquemes, Valmir Francisco dos Santos (Val do PT), disse que o conhecimento científico é primordial para que a capacidade produtiva do estado se torne viável. “Em Ariquemes nos falta essa formação e capacitação. E nunca vi nenhum estado que cresceu se não fosse dessa maneira”, disse a Mangabeira, que concordou: “para superar um ambiente primário, isso é de fato necessário”.

Os vereadores Enoque Nunes (PMDB); João Leite (PP), presidente de honra da Casa de Leis, e Nivaldo Vieira (PDT) também participaram da reunião que aconteceu na tarde desta quarta-feira (27) na Sala de Treinamentos da Prefeitura de Ariquemes. O encontro contou ainda com a presença de prefeitos e outros legisladores da região do Vale do Jamari e da Assembléia Legislativa do Estado. Mangabeira esteve no município acompanhado do subsecretário da SAE, Alberto Lourenço e do secretário de desenvolvimento econômico e social do estado, Edson Luiz Vicente.

“Sósia gêmea”

Na oportunidade, os prefeitos falaram sobre as potencialidades de seus municípios e depois apresentaram os problemas administrativos, dando destaque para a regularização fundiária urbana que, por sua vez, impede os financiamentos para o desenvolvimento das cidades. O saneamento básico, estradas vicinais e a educação também foram apontados como os setores que mais enfrentam problemas nos municípios.

De acordo com Alberto Lourenço “para a questão da regularização fundiária já há uma sinalização do Governo Federal no sentido de apoiar os cartórios nos custos para este fim”. Mesmo assim, explicou que a dificuldade de se fazer o georreferenciamento de terras no estado tem sido um dos fatores que mais têm contribuído para a irregularidade, citando como exemplo de pior situação neste quesito, o município de Campo Novo.

Com a regularização, Alberto diz que se soma outro problema e se reflete nos demais: o marco ambiental, que segundo ele, “não pode reverter a história, pois é a primeira premissa para acolher a realidade local. A segunda, é repudiar o regime de tabuleiro, ou seja, é preciso redesenhar a obra da diversificação produtiva e de agregação de valor de produtos do estado, e isso só será possível através de uma parceria entre Governo e produtores”.

Mangabeira complementou que os dois pressupostos são as peças fundamentais para o avanço de Rondônia “porque a regularização ambiental é sósia gêmea da fundiária, portanto, sem elas nada acontece”.

Tópicos:
Compartilhe está noticia:     
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

4º Prêmio da ARJORE - Foto: Almi Coelho

4º Prêmio da ARJORE

Prêmio da Arjore - Associação Rondoniense dos Jornais Eletrônicos
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |