Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes, Rondônia - 19 de Setembro de 2017

Siga!

Nosso RSS

Fossa transborda dentro da sala de cirurgia do João Paulo II

Uma fossa do Hospital João Paulo II em Porto Velho transbordou e os dejetos atingiram o ...

Adão Gomes, Assessoria, 19/01/2011 08h49 - 19/01/2011 08h49

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
Uma fossa do Hospital João Paulo II em Porto Velho transbordou e os dejetos atingiram o centro cirúrgico da unidade de saúde. Cirurgias foram suspensas até que o problema fosse resolvido com uma devida limpeza e esterilização do local onde são realizadas as operações médicas. O incidente aconteceu porque o contrato com a empresa que faz a limpeza das caixas coletoras venceu e não teria sido renovado. A denúncia foi feita pelo presidente do Sindicato Médico de Rondônia, Dr. Rodrigo Almeida. Segundo o médico sindicalista a falta de planejamento da logística nas unidades de saúde do Estado pode trazer sérios danos aos pacientes que já padecem nas filas a espera de atendimento. “Um fato como esse pode aumento a possibilidade de infecção hospitalar justamente na sala de cirurgia”, ressalta.

Na opinião de Dr. Rodrigo, o fato ocorrido no João Paulo II deixa evidente a precária estrutura das unidades de saúde tanto na capital como no interior. Para ele assim como em Porto Velho, a população de municípios como de Guajará-Mirim sofrem com o atendimento em prédios antigos ou com estruturas ultrapassadas ou ainda sem equipamentos para oferecer um atendimento digno ao cidadão. “Em Ji-Paraná, por exemplo, o aparelho de raio X, adquirido recentemente pelo governo, já está quebrado”, denuncia.


Hospital de Campanha

Sobre o pedido do Governo de Rondônia junto ao Exército Brasileiro para a instalação de um hospital de campanha em Porto Velho, o presidente do Sindicato Médico classificou a medida como desnecessária. Ele afirma que um hospital de campanha não iria realizar cirurgias de alta complexidade e não ofereceria atendimento adequado aos pacientes. Para o SIMERO o Estado não passa por uma situação de calamidade pública, como sugere a administração estadual, mas sim por um quadro gerencial desfavorável.

A solução, explica, seria aumentar o número de profissionais na área da saúde, principalmente médicos, elevando a capacidade de cirurgias de alta e média complexidade no Hospital de Base devido o agravamento do número de pacientes em decorrência do crescimento econômico de Porto Velho, passando pela valorização do profissional trabalhador da saúde com melhores salários além de condições de trabalho adequadas à função.
Tópicos:
Compartilhe está noticia:     
 
 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

 

Eventos

Expoari: Guilherme e Santiago - Foto: Leandro Kazuo

Expoari: Guilherme e Santiago

Guilherme e Santiago
 

Últimas notícias

Enquete

Na sua opinião, como está a Administração de Confúcio Moura em Rondônia?

 

Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias Ariquemes Notícias - Seu portal de notícias
E-mail: recadao@ariquemesnoticias.com.br - contato@ariquemesnoticias.com.br voltar ao topo

 

© Copyright 2009 | 2017 - DC Comunicações Digital Política de privacidade Fale conosco  |   Anuncie conosco  |